Paulo Sérgio Costa Pinto Cavalcanti é preso em Salvador

In: Mauricio Vergne| Veja

22 ago 2011

Operação Alquimia

O empresário se entregou à PF nesta segunda-feira, por volta das 15 horas, ao desembarcar no aeroporto Deputado Luis Eduardo Magalhães

Bruno Abbud

Paulo Sérgio Costa Pinto (de terno escuro) junto a um agente da Polícia Federal à paisana, no Aeroporto Deputado Luis Eduardo Magalhães, em Salvador (Bruno Abud)

Segundo o relatório do inquérito, ao qual o site de VEJA teve acesso, a família de Costa Pinto integra a cúpula do esquema de sonegação

Foragido na Espanha há quase 10 dias, o empresário Paulo Sérgio Costa Pinto Cavalcanti se entregou à Polícia Federal nesta segunda-feira, por volta das 15 horas. O site de VEJA fotografou com exclusividade o momento em que o empresário desembarcou no aeroporto Deputado Luis Eduardo Magalhães, em Salvador. Cavalcanti saiu discretamente, acompanhado por um agente da PF à paisana. Os dois entraram em um carro no estacionamento e seguiram para a Superintendência da Polícia Federal em Salvador. Na foto, o investigado aparece de terno escuro.

Cavalcanti é proprietário da Sasil Comercial e Industrial de Petroquímicos Ltda., empresa acusada de encabeçar um enorme esquema de fraude tributária que promoveu um rombo de pelo menos 1 bilhão de reais nos cofres públicos, levando em conta as multas e juros. É também um dos destinatários de 31 mandados de prisão expedidos pelo juiz Bruno Savino, da 3ª Vara Federal da Subseção de Juiz de Fora, em Minas Gerais – onde as investigações começaram.

Dono de uma ilha paradisíaca de dois hectares na Baía de Todos os Santos, o empresário foi o 24º preso pela Operação Alquimia, deflagrada na última quarta-feira, 17, pela Polícia Federal, Receita Federal e Ministério Público Federal. A ilha foi confiscada por auditores da Receita. Outros sete suspeitos continuam foragidos.

Segundo o relatório do inquérito da Operação Alquimia – uma condensação das 22.000 páginas reunidas pela investigação iniciada em 2002 –, a família de Costa Pinto integra a cúpula do esquema de sonegação. O irmão do empresário, Ismael César Cavalcanti Neto, foi preso na última quarta-feira. Neste domingo, sua prisão foi prolongada a pedido da PF. Ele é proprietário da Triflex Industrial e Comercial Termoplásticos, da Acqua Service Produtos Químicos, e da Rodstar Transportes Rodoviários, entre outras. Todas as empresas são apontadas como beneficiárias do esquema de sonegação.

Os outros integrantes que encabeçam o esquema são: Paulo Sérgio França Cavalcanti (filho de Costa Pinto), Anita Maria França Cavalcanti (ex-mulher de Costa Pinto, que ainda mora com ele), Maria Aparecida de Morais (mulher de Ismael) e Aldair Montenegro Costa Pinto (mãe dos irmãos Costa Pinto e de Ismael). Além da família Cavalcanti, um grupo de pelo menos doze gerentes integrava a alta hierarquia do grupo.

Ganância – Em depoimento no Centro de Observação Penal, Ismael afirmou que as empresas de que é proprietário enriqueceram por conta de negócios suspeitos do irmão. As empresas que estão no nome de Ismael, e outras em nome de Cavalcanti, são todas ligadas à Sasil, sociedade comandada pelo grupo Stahl Participações, cujo proprietário é Costa Pinto, em sociedade com seu filho, Paulo França, e o empresário Fernando Carybé – diretor comercial da Sasil desde os anos 1990.

Em algumas companhias, o comando é dividido entre os dois irmãos. “Meu irmão sempre foi ganancioso”, disse Ismael, segundo relato de um agente da PF que acompanha as investigações de perto.

O mesmo agente afirmou que, Ismael confessou ter percebido um aumento no faturamento mensal de suas empresas, mas alegou que não entendia a razão. O conflito entre os irmãos começou, de acordo com o depoimento de Ismael, depois que ele procurou Costa Pinto para descobrir por que enriquecia sem saber. Em março de 2010, Ismael iniciou uma batalha judicial com o sobrinho, Paulo França, para definir os direitos de cada um sobre a Acqua Service Produtos Químicos. Ismael queria isolar-se. Paulo França representava o pai na disputa. A desavença ainda traminta na Justiça.

O esquema – O empresário Paulo Sérgio Costa Pinto Cavalcanti, dono da Sasil, usava empresas de fachada registradas em nome de “laranjas” para beneficiar-se. As companhias compravam lotes de insumos petroquímicos sem pagar impostos e os repassavam para a Sasil. Quando a Receita Federal aparecia para cobrar a dívida, as empresas fantasmas decretavam falência. Como a lei impede a dupla tributação sobre os produtos, a Sasil permanecia livre dos impostos. No esquema, a PF descobriu 27 empresas fantasmas no paraíso fiscal das Ilhas Virgens Britânicas. A polícia tem certeza de que elas estão vinculadas aos Cavalcanti, embora ainda não se saiba ao certo qual é esse vínculo.

NOTA DA REDAÇÃO: Cientificado pela defesa de uma das pessoas citadas nesta matéria da Veja, a qual reproduzimos no dia 22, sobre não haver fundamento a informação de que Priscila Cavalcanti, filha de Ismael, tenha sido presa durante a Operação Alquimia, o Blog da Ilha atualizou a notícia nesta quarta-feira para mantê-la como está atualmente no site da publicação da Editora Abril.

11 Responses to Paulo Sérgio Costa Pinto Cavalcanti é preso em Salvador

Avatar

Baraúna

agosto 22nd, 2011 at 21:05

DEVERIAM TER COLOCADO A PULSEIRA DE PRATA NO MESMO.
BANDIDO É TUDO IGUAL….
TEM QUE SER PRESO; SER ALGEMADO E, REAGINDO, CAIR NO PAU !!
ACORDA BRASIL………….

Avatar

Carlos Eugênio

agosto 22nd, 2011 at 21:47

Para quem quiser conhecer de cima a ilha, e suas instalações, de Paulo Cavalcanti, abra o Google Earth e digite as coordenadas 12°46′08.71”S e 38°39′00.97”O . Ela fica junto a Bom Jesus dos Passos, em frente a Madre de Deus.

Avatar

Lídice

agosto 23rd, 2011 at 00:40

A melhor alternativa que temo é, pegar os ministros que estão caiiindoo e juntar com o dono da “ilha” juntar com mais uns criminosos espalhados para construirem as próprias jaulas ou melhor dizendo: Prisões, pois pelo vistoo vai faltar espaço… E, em horas vagas do banho de sol poderia recuperar escolas caindo aos pedaços Brasil a fora!

Boa pena alternativa para eles nos próximos 30 anos!

Avatar

carlos martins

agosto 23rd, 2011 at 10:00

VEJA COMO NOS ESTAMOS, O COMENTÁRIO DA PESSOA QUE ANTECEDEU A MINHA ESCRITA DENOTA A REVOLTA DO POVO BRASILEIRO, ISSO NÃO É BOM, NOS PAÍSES EM QUE NÃO SE CONSEGUIU UM EQUILÍBRIO COM POLITICAS SERIAIS TERMINOU EM UM CONFLITO DIRETO COM O POVO, HOJE BASTA UM FOSFORO POIS O COMBUSTÍVEL JÁ ESTA DERRAMADO E TUDO PODE PEGAR FOGO.
QUANTO AS PESSOAS SERIAS DESTE PAIS O QUE PRECISAMOS É DE POLITICAS SERIAS E QUE SOMENTE SE CUMPRA AS LEIS, O QUE ADIANTA NÃO É ALGEMA E SIM CHEGAR AO FIM DO PROCESSO E COM TODOS OS BENS QUE CONSEGUIREM PEGAR INDO A LEILÃO E VENDIDO PARA PESSOAS QUE DE FATO POSSAM COMPRAR COM DINHEIRO LIMPO,E O DINHEIRO SUJO VOLTE AOS COFRES PÚBLICOS PARA VIRAREM CASAS, ESCOLAS ALIMENTAÇÃO PARA QUEM PRECISA.

Avatar

Fátima Madureira

agosto 23rd, 2011 at 10:07

Me engana que eu gosto

Aproveitando a onda de descobertas de um rosário de falcatruas engendradas no seio dos Ministérios, entidades do Estado aos serviços do petismo, por inexorável incapacidade de acobertamento, diversos patifes estão patinando nas suas imundices.

Por incrível falta de muitas coisas, de bom senso, de mancômetro, temos escutado cumprimentos à presidente por portar – se tal qual o esdrúxulo Jânio Quadros com sua vassoura de araque, recebendo loas por sua novel função de faxineira.

Ledo engano. Na sua maioria, os acusados de hoje, talvez por excesso de confiança ou por sua longa ficha corrida de gatunagens, deixaram extensos rabos de fora, tanto que as suas patifarias surgem de modestas reportagens investigativas. A podridão vem à tona sem qualquer ação ou descoberta pelo aparato policial ou judicial.

Portanto, nenhum miserável deslize foi descoberto por ação da máquina governamental.

De repente, o escândalo. E o desgoverno, pesando os prós e os contras, impedido de conter a avalanche, por imposição, e mesmo a contragosto, tem que adotar alguma medida.

Daí a faxina.

A faxina dependerá do tamanho e dos laços familiares do peixe que cair na rede. Se fosse da oposição, a PF receberia a ordem de trancafiar o meliante, se não; todo o cuidado é pouco. Dependendo do trato não amigável com o indiciado, lá se vai uma pretensão por água abaixo, lá se vai a aprovação de alguma lei ou projeto de interesse do desgoverno.

Assistimos como os interesses se somam e as mais nobres atitudes rolam por terra quando acenam com a criação de uma CPI, que em geral não chega a lugar nenhum, mas que invariavelmente destampa fedorentas panelas.

Em geral, os meliantes foram selecionados e apadrinhados pelo desgoverno e seus partidos coligados. São velhos conhecidos, e amiúde fazem parte da velha herança do desgoverno anterior. Herança que contou com a valiosa colaboração da atual mandataria. É uma súcia de celerados que se eterniza no poder.

Acreditem que a faxina sempre irá até certo ponto, se chegar às dependências dos interesses de seus correligionários importantes ou nos nichos ocupados pelos seus integrantes, ela será torpedeada imediatamente, e os órgãos policiais serão tolhidos nas suas investigações.

No passado era vergonhoso como as autarquias eram usadas para o apadrinhamento de gestores escolhidos a dedo para utilizá – las aos serviços do próprio e dos partidos políticos.

Aqueles gestores, que primavam pelo desconhecimento mínimo na atividade, afundavam, literalmente, a entidade, além de utilizá-la para negócios escusos e fajutas licitações. Com a privatização, acabou – se a mamata. Aquelas empresas, livres dos seus parasitas, em geral progrediram.

Hoje, por outro lado, podemos afirmar que os Ministérios foram privatizados, ou melhor, transformados em feudos do petismo.

Depois, segundo os interesses, como moeda de troca, são sublocados para os partidos amigos.

Não se enganem, estamos diante de um falso brilhante, de um raciocínio tatibitate, de uma marionete com algumas dificuldades de expressar – se.

Brasília, DF, 22 de agosto de 2011.

Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

Avatar

Mauricio Vergne

agosto 23rd, 2011 at 12:46

Caro Carlos Martins, o momento é realmente de revolta.
Todos os limites da tolerância a estas notícias foram esgotados.
Nesta situação, o Paulo Sérgio, do outro lado, o punindo, o Governo Federal. Tanto o Paulo Sérgio quanto o Governo Federal, são indignos, diante das leis. O Paulo Sérgio, mais um sonegador, o Governo Federal, um péssimo exemplo no Congresso Nacional, onde os crimes de improbidade administrativa foram oficialmente banalizados. O que esperar desta Nação? O que esperar destes jovens que estão por assumirem cargos de relevante importância em um futuro próximo?
Aqui na nossa esquecida Ilha, um triste exemplo de “falta de opção” e de ausência de “ponto de fuga” dos descredibilizados candidatos a uma administração pública… Sai um recém descoberto nas suas mazelas e possivelmente volte outro, cujas mazelas estão por serem esquecidas… O que merece este povo? O que pode mudar? Discursos baratos e confortáveis de que está tudo bem e que nós “críticos” é que buscamos “chifre em cabeça de cavalo”? O que merece este povo? Por onde começa a mudança, se a tolerância aos malfeitores é um estigma de brasileiros. Povo “festeiro” e “acolhedor”!
O que merece este povo?
Quando nos revoltamos nas filas do Ferry, olhamos para o lado e lá estão, com uma latinha de cerveja na mão, sempre sorrindo e com ar de repúdio à nossa indignação, sugerindo; Sem estresse, senhor!
Os maiores buracos e a maior quantidade de lixo estão nas portas dos “miseráveis”, e estes, ao embalo do pagode, não estão nem aí.. Um tratamento educativo não interessa ao “Gestor”, pois, um povo educado e esclarecido torna-se uma ameaça.
Não estou generalizando, visto, hoje as informações adentrarem os lares e muitos a absorvem de forma positiva. Mas, a grande maioria, ainda sorri com o Pão e Circo que lhes é oferecido.
Parada Gay, Marcha da Maconha, Concentração pela Copa do Mundo, Atrás dos trios elétricos…
CADÊ A MANIFESTAÇÃO PÚBLICA CONTRA A CORRUPÇÃO e a IMPUNIDADE?
Procura saber quem tem interesse em participar desta “chatice”!
O Povo tem mesmo o governo que merece.

Avatar

Fátima Madureira

agosto 23rd, 2011 at 14:03

Justiça garante intervenção da Prefeitura de Vera Cruz em Hospital
Gestão do hospital passa para o governo municipal e consequentemente, a população retornará a ser atendida gratuitamente

Da Redação
(redacao@portalibahia.com.br) publicidade A Prefeitura de Vera Cruz ganhou na Justiça o direito de efetivar a requisição administrativa do Hospital Maria Amélia Santos (HMAS). Com a medida publicada no Diário Oficial do Tribunal de Justiça da Bahia da última sexta-feira, 19, uma comissão de inventário e avaliação fez um levantamento os bens e equipamento do hospital. Após a oficialização judicial ao juiz de Itaparica da decisão, a gestão do hospital passa para o governo municipal e consequentemente, a população retornará a ser atendida gratuitamente.

A Requisição Administrativa e de todos os bens foi operada por força do Decreto Municipal nº 806, de 29 de julho, após decretação de situação de emergência no âmbito do Sistema único de saúde do Hospital. No dia 2 de agosto, foi publicado o decreto de requisição para que os atuais gestores do hospital o devolvessem ao município.

Avatar

ana

agosto 25th, 2011 at 19:40

Um absurdo!

Avatar

Anônimo

agosto 25th, 2011 at 19:43

O pior dessa história toda é saber que na família deles tem pessoas humildes que eles colocam para trabalhar limpando banheiro químico.
Não ajudaram financeiramente nenhum familiar. A pior da gang é a matriarca Aldair, miserável, humilha os empregados e ainda maltrata a família, onde só podem frequentar a sua residência e festas quem tivesse o bolso com dinheiro!

Avatar

Agda Silva

outubro 20th, 2011 at 10:43

A Matriarca da Familia Aldair Montenegro organiza todos anos no dia das Mães, dia das Crianças e no Natal um momento de recreação e festa para celebrar as datas, distribui inclusive cesta básica de alimentos para os moradores do Loteamento Montenegro em Camaçari. À proposito esse ano no dia 12 Out, colaborei com as dinâmicas recreativas para a criançada. Dona Aldair Montenegro, preparou presentes para 150 (cento e cinquenta) crianças da localidade. Distribuiu lanche e refrigerantes para os pais e para a filharada. Desfrutaram da festa e das brincadeiras mais de 300 (trezentas) pessoas entre pais, mães e filhos.
Importante para a humanidade se existisse em nosso Pais uma quantidade muito grande de empresários com o mesmo espiritio de solidaridade que tem a Sra. Aldair Montenegro Costa Pinto.

Agda Silva
!A Solidariedade transforma o mundo”

Avatar

Agda Correia Silva

junho 28th, 2012 at 13:19

Relatório Histórico

O que os poderosos de Camaçari precisam saber…

O Loteamento Colônia de Férias Montenegro é proveniente da Fazenda Mandú,
situada no Município de Camaçari, contendo uma área total de 652.233 mil metros
quadrados, comprados diretamente ao Estado da Bahia, conforme títulos devidamente
assinados pelos governadores, secretários e diretores em 31 de agosto de 1939 e 29
de setembro de 1948. Era administrada pelo patriarca da família Sr. Francisco Garcez
Montenegro. Com o seu falecimento e o pouco interesse demonstrado pelo herdeiro,
residente em Belo Horizonte, os pais serventuários da justiça, resolveram lotear a
Fazenda evitando que ficasse abandonada.

O Sr. Antonio de Azevedo e Almeida contratou o serviço da Imobiliária Paquetá em
15 de julho de 1965. A planta do Loteamento foi projetada pelo topografo Dr. Mario
Montenegro, sendo aprovada pelo prefeito de Camaçari Jose Evaristo de Souza em 18
de Setembro de 1964 assinada pelo topografo, pelo proprietário René Montenegro de
Almeida e registrada na Comarca de Mata de São João em 15 de setembro de 1965.

A imobiliária Paquetá mandou confeccionar os contratos de Promessa de Compra e
Venda a ficha individual de cobrança e os recibos impressos e numerados.

A abertura das ruas, avenida e a demarcação dos 812 lotes e 35 quadras, ficaram
sobre a supervisão do topografo responsável pela planta.

Em 07 de junho de 1966 a Imobiliária Paquetá cancelou o contrato que fez com o Sr.
Almeida devolvendo- lhe toda a documentação referente ao loteamento e a relação
dos 22 lotes vendidos por ela.

Em 1º de março de 1967 o Sr. Almeida firmou contrato com Sr. Paulo Valença
Cavalcanti com escritório de Comercio e Representação, na Avenida Sete de
Setembro, nº 23 sala 214 em Salvador, substabelecido a procuração com plenos
poderes, conforme uma das clausulas do contrato.

De posse desse documento o Sr. Paulo, autorizou a Ceramus da Bahia S.A a iniciar os
trabalhos de pesquisa mineral instalando um marco no Loteamento com os seguintes
dizeres: D.N.P.M. ref. 80/528/68, alvará 1093.

Com a construção da Estrada Via Abrantes o DERBA invadiu a área do Loteamento
danificando mais de 31 lotes de mil metros quadrados da quadra A de propriedade
da Dom Vital e seus funcionários . Diante dessa ocorrência o Sr. Paulo Cavalcanti
entrou com um requerimento datado de 18 de Agosto de 1972 processos nº15. 412/
72 e contratou o serviço de um novo topografo para avaliar os danos causados pelo
DERBA e pela via Parafuso que também atingiu os lotes da quadra AF e AC. Em
27 de Agosto de 1972 deu baixa no INCRA através do processo nº05-1982/72 e
encaminhou a Prefeitura desse Município em10 de Abril de 1973 a relação dos 812
lotes, desmembrando os 370 lotes vendidos e na posse dos seus proprietários.

A prestação de conta era feita ao Sr. Almeida que lançava no livro caixa o movimento
financeiro e pagava ao Sr. Paulo 40% do lucro líquido e ao Sr. René 60%, conforme
contrato firmado entre as partes.

Com o falecimento do Sr Almeida em 29 de junho de 1973 o Sr. René e esposa vieram
de Belo Horizonte, tratar de assunto particular. Assinou a escritura dos lotes adquiridos
pela Srª Aldair passando em 24 de Julho de 1973, uma procuração, para o Sr Paulo
continuar administrando o loteamento, e voltou para Belo Horizonte.

Não tendo mais a supervisão do Sr Almeida e por insistência do Sr Paulo e Srª
Aldair, a Srª Abigail voltou a Salvador com uma procuração do seu esposo em 13
de Agosto de 1975 sendo recebida pela Srª Aldair que lhe entregou todo o histórico
do Loteamento até aquela data prestou contas da arrecadação dos lotes vendidos
de 1973 a 1974 de acordo a solicitação feita através da correspondência enviada
para “minha boa amiga Aldair” em 03 de Maio de 1974, assinada pela Srª Abigail
vulgo “Rosely”.

Finalmente em 12 de Setembro de 1975, cancelaram a procuração do Sr. Paulo e
resolveram contratar o serviço da Imobiliária São Jorge Ltda. para assumir Loteamento
e vender os 442 lotes restantes. Para a surpresa dos diversos compradores dos lotes
e principalmente da Srª Aldair considerada irmã do Sr René, a Imobiliária São Jorge
juntamente com a Srª Abigail e esposo promoveu de forma irregular e criminosa o
remanejamento da planta do Loteamento, alegando maldosamente ser copia da Planta
original, encaminhada a prefeitura, cartórios e demais secretarias municipais pelo Sr.
Antonio Almeida desde 15 de setembro de 1965.

Em desrespeito a legalidade do Loteamento a Prefeitura e os cartórios não hesitaram
em acatar as falcatruas da Imobiliária São Jorge e Srª Abigail, vendendo, cadastrando
e registrando lotes já vendidos ameaçando a integridade física e moral dos seus
titulares, instalando piquetes, derrubando cerca e árvores frutíferas, vendendo
lotes com a metragem e localização errada, obrigando a Srª Aldair a dá parte na
Delegacia de Policia e contratar advogados para defender seus direitos, gerando
vários processos, inclusive a ação civil de nº 7866/77, Interdito Proibitório assinado por
Drª Maria Gabriela S. Seixas, juíza de Direito, movida contra a Imobiliária São Jorge
Abgail B de Almeida, Secretaria de Viação e Obras Públicas da Prefeitura Municipal,
Oficial de Tabelionatos de Notas de Camaçari e cartórios de Registro de Imóveis de
Mata de São João, encaminhado pelo oficial de justiça em 23 de agosto de 1977.

Não foi sem motivo que o proprietário da Imobiliária São Jorge foi assassinado e René
e esposa voltaram para Belo Horizonte deixando loteamento entregue a pessoas
desonestas e aproveitadoras.

Postado

Agda Correia Silva
Em 28 Jun 2012

Comment Form

About this blog

Notícias sobre a Ilha de Itaparica/Bahia - o Brasil e o Mundo.************* Moderadores: Mauricio Vergne, Carlos(Canto Ecológico) e Silvio Baraúna ************************* CONTATO: contato@blogdailha.org AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Photostream

Categories

Archives

Comentários

O Blog da Ilha

ClustrMaps

A internet mais segura

Clique para ampliar

Calendário do blog

agosto 2011
S T Q Q S S D
« jul   set »
 1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
BlogWithIntegrity.com